='body-fauxcolumns'>

terça-feira, 22 de maio de 2012



                                    

“O coração está aos pulos, como corre as pernas na avenida.
Mil vezes joguei-me da varanda, e apenas uma renasci, 
em forma de flor que brota da terra sem dizer por quê.
Entre cheiros e sons, o mundo a girar...”

Nenhum comentário:

Postar um comentário